Vereadores aprovam projeto destinando R$ 1.4 milhão para o custeio das UTIs

Os vereadores aprovaram na noite desta quarta-feira (07), em sessão ordinária, o Projeto de Lei n. 69/19, que trata de termo de fomento com a Fundação Luverdense de Saúde, mantenedora do Hospital São Lucas.

O recurso é no valor de R$ 1.4 milhão e será investido no custeio das despesas provenientes do contrato de prestação de serviços de saúde, nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

Segundo o presidente do Legislativo, vereador Dirceu Cosma (PV), com o novo projeto, o valor do repasse mensal aumenta em R$ 50 mil, passando de R$ 150 mil para R$ 200 mil.

O projeto foi lido e votado durante a última sessão. A solicitação para a entrada na ordem do dia foi realizada pelo vereador Jiloir Pelicioli (Mano – PDT) e aprovada por todos.

“Graças a compreensão de todos os vereadores, o projeto foi votado e aprovado com agilidade. Porque quando se trata de saúde, não podemos esperar”, ressaltou Cosma.

O recurso será pago em sete parcelas, mediante a prestação de contas por parte da Fundação Luverdense de Saúde. O valor varia de acordo com a taxa de ocupação.

O Hospital São Lucas possui 16 leitos de UTI, destinados aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), sendo oito neonatal e oito, adulto. O custo é dividido entre Estado e município, a Prefeitura de Lucas do Rio Verde está buscando o credenciamento das UTIs junto ao Ministério da Saúde.

Ascom/Marcello Paulino