Vereadores aprovam planejamento orçamentário para 2020

Os vereadores aprovaram na noite desta segunda-feira (08), em duas sessões, ordinária e extraordinária, o Projeto de Lei n. 42/19, que trata da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), para 2020.

A LDO é uma das ferramentas de planejamento da gestão pública e tem como objetivo estabelecer as diretrizes para a elaboração e execução do orçamento financeiro do município.

De acordo com o presidente da Câmara, vereador Dirceu Cosma (PV), para 2020, a previsão de receita é de aproximadamente R$ 317 milhões, R$ 20 milhões a mais do que o valor previsto para este ano.

“Temos acompanhado um crescimento nas receitas do município, mas também, é necessário estabelecer um planejamento de ações, com metas e prioridades que atendam aos anseios da população.

Dentro da previsão de orçamento, os vereadores elaboraram e aprovaram 22 emendas, modificativas e aditivas. As alterações destinam recursos para setores e projetos específicos.

Todas as propostas foram apresentadas em audiência pública, realizada no dia 1º de julho, sob o comando do vereador e relator da Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização, Dr. Wagner Godoy (SD).

Segundo o vereador Airton Callai (PRB), as emendas são resultado das conversas dos vereadores com os moradores, nos bairros, e com representantes de entidades.

Os setores mais beneficiados, foram a cultura, o esporte e lazer, educação, saúde e a segurança pública, com a destinação de recursos para o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) e a compra de câmeras de videomonitoramento.

“Nós estamos trabalhando preventivamente, colocando dinheiro tanto na cultura, como na segurança, em projetos que beneficiem os jovens, os idosos e atendendo as entidades. São emendas simples de serem atendidas e nós queremos acreditar que em 2020, elas serão executadas”, ressaltou Callai.

Com a aprovação da LDO 2020, os vereadores também votaram e aprovaram em duas sessões, ordinária e extraordinária, o Projeto de Lei n. 41/19, que trata do Plano Plurianual (PPA), exercício 2018/2021.

Ascom/Marcello Paulino