Vacinação contra gripe em Lucas do Rio Verde será fracionada por conta das poucas doses

A vacinação da gripe foi antecipada pelo governo federal. A primeira etapa para profissionais da saúde e idosos, acima de 60 anos, deveria começar na próxima segunda-feira (23) mas as doses enviadas pelo governo não são suficientes. A segunda etapa será para professores, forças de segurança e portadores de doenças crônicas. A terceira é voltada para crianças, com idade entre seis meses a seis anos, gestantes, adolescentes, funcionários do sistema prisonal e adultos entre 55 e 59 anos.  Por conta do Coronavírus, a recomendação da secretaria municipal de Saúde é que os idosos, acima de 60 anos, permaneçam em casa. Assim que as doses estiverem disponíveis, será informado o dia, hora e local das vacinas.

“O calendário do Ministério da Saúde prevê as datas de 23 março até 22 de maio, separadas por públicos-alvo, mas as vacinas vão precisar ser fracionadas devido à pouca quantidade enviada. O município recebeu apenas 15% da quantidade necessária para essa primeira etapa”, esclarece o secretário de Saúde, Rafael Bespalez.

As doses serão recebidas semanalmente pelo Escritório Regional de Saúde que fica em Sinop. “Não é o município quem compra a vacina da gripe, dependemos do governo federal e estadual. Conforme as doses forem chegando, a secretaria municipal de Saúde vai anunciar o público-alvo e como fará as vacinações, Inicialmente, começaremos com os profissionais de saúde que estão na linha de frente das doenças”, acrescenta o secretário.