A prefeitura de Lucas do Rio Verde informou ontem, que está propondo para os profissionais da Educação 4,31% de Revisão Geral Anual (RGA) e para os demais servidores 3,30% e informa que a proposta, encaminhada para votação na câmara municipal, ocorreu após avaliação da prefeitura, legislativo e os sindicatos dos Servidores Públicos Municipais (Sinserpm) e dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep).

O reajuste trata da reposição inflacionária, levando em consideração como ano base 2020. Para os profissionais da Educação será pago tendo como referência o mês de janeiro e, os demais, no mês de maio de forma retroativa.

Não houve ganho real para o RGA deste ano levando em consideração a Lei complementar  173/2020, do governo Federal, informa a assessoria da prefeitura.

O reajuste tem como base a análise de impacto orçamentário, conforme projeção e estudo da capacidade de evolução da receita, além do limite prudencial de gastos com pessoal, que é de 51,3% de acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).  Na Educação trabalham 907 profissionais e, nas demais pastas, 884.

A prefeitura também protocolou na câmara a proposta de aproximadamente 7% de aumento no auxílio-alimentação dos servidores passando para R$ 277,57.