Projeto-piloto visa reativação do Proerd nas escolas de Lucas do Rio Verde

A implantação de um projeto-piloto a partir desta semana na Escola Municipal Vinicius de Moraes deverá dar início à proposta de reativação do Programa Educacional de Resistência às Drogas e Violência (Proerd) em Lucas do Rio Verde. A retomada foi discutida na manhã desta segunda-feira, 04, por representantes das secretarias municipais de Educação e de Segurança e Trânsito e da Polícia Militar de Mato Grosso, responsável pelo desenvolvimento e aplicação do programa no estado.

Interrompido desde 2017 em virtude de a instrutora local ter se aposentado e passado para a reserva da corporação, o Proerd busca contribuir para a formação estudantil por meio de lições acerca dos malefícios das drogas e da violência para a resolução de conflitos, a prevenção da criminalidade e os ganhos de uma vida saudável.

Segundo o sargento Abel Zeni, que integra a coordenação do Proerd em Cuiabá e deverá encaminhar o projeto-piloto a partir desta semana, a parceria com o município é uma resposta ao ofício encaminhado pelo prefeito ao comandante geral da Polícia Militar solicitando a retomada do Proerd em Lucas do Rio Verde. “A nossa proposta é trabalhar com uma metodologia voltada para os terceiros anos do Ensino Fundamental, com quatro lições de 45 minutos cada uma, de terça-feira até sexta-feira, quando acontecerá a formatura”, explica.

Para a secretária municipal de Educação, Cleusa Marchezan De Marco, o programa tem um papel fundamental para reforçar a rede de proteção que a escola e a sociedade devem proporcionar às crianças frente ao crescimento da violência e à disseminação do consumo de drogas lícitas e ilícitas. “Vamos começar pela Vinicius de Moraes e queremos que o programa a partir do próximo ano tenha uma abrangência ainda maior”, destaca.

Na primeira aula, os alunos terão como foco algumas leis e valores. O próximo tema tratará da resolução de conflitos de forma apaziguadora, sendo seguido, na terceira aula, pelo enfoque sobre como ser um bom cidadão tanto no convívio familiar como no convívio escolar, e, para encerrar, uma conversa sobre drogas medicamentosas e drogas lícitas como cigarro e álcool, consideradas a porta de entrada para o uso de drogas ilícitas.

O secretário municipal de Segurança e Trânsito, Edgar Rojas, salientou que o Proerd, que em dezembro completará 19 anos de existência no estado de Mato Grosso, tem conseguido desenvolver um trabalho muito eficiente e que investir no cuidado com o presente das crianças contribui para a redução da criminalidade e de problemas futuros. “Para nós, a retomada do programa é muito bem-vinda, pois a prevenção à violência e ao consumo de drogas deve sempre ser reforçada dentro da comunidade escolar”, avalia.

De acordo com o sargento Zeni, a coordenação planeja que para 2020 haja um instrutor local para dar continuidade ao programa, com a abrangência de mais escolas municipais e a inclusão de outras das redes estadual e particular. Para isso, será oferecida uma formação para policiais militares com perfil adequado para assumir o programa em Lucas do Rio Verde. O trabalho também deverá atender turmas de quintos e sétimos anos e ainda pais de alunos.