Policiais apreendem drogas e mais de 20 celulares em cadeia de Lucas do Rio Verde

Os policiais civis, militares, penais e do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron), Força Tática e Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra), além de membros do Ministério Público fizeram, na manhã desta segunda-feira, a operação Reclusos 2, no Centro de Detenção Provisória de Lucas do Rio Verde.

A ação resultou na apreensão de mais de 20 celulares, fios, carregadores, maconha e pasta base de cocaína, que estavam escondidos nas celas da unidade. Os trabalhos contaram com o auxílio dos cães farejadores Meg e Mel do Gefron.

“Na primeira fase, realizada a cerca de 15 dias, conseguimos cumprir 11 mandados de prisão a líderes de uma facção que atua no município e região. Após concluirmos, descobrimos que de dentro da cadeia esses presos estavam se comunicando com demais membros da organização”, explicou, o chefe de investigações da Polícia Civil Wladimir Mesquita.

Após constatar que o grupo continuava mantendo contato, a segunda fase da operação foi deflagrada. “Na primeira ação foram 11 mandados de prisão, e a maioria dos presos está em Lucas, então por isso, as diligenciamos hoje”, completou.

Durante os trabalhos na 1ª fase, também foi apreendido um revólver calibre 38, entorpecentes, além de outros objetos. Os presos são acusados de associação criminosa, porte e posse ilegal de armas de fogo e tortura.