Morte de peixes foi causada por calor excessivo em Lucas, diz secretário

Após a morte de alguns peixes no Lago Hari Müller, a prefeitura, por meio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, realizou a análise de uma amostra de água retirada do lago. O material foi estudado em um laboratório especializado em meio ambiente.

O resultado, conforme a assessoria da prefeitura, não apontou irregularidades na água que possam ter causado as mortes dos peixes. Os especialistas afirmam que a mortandade foi causada por fatores ambientais.

O secretário de Agricultura e Meio Ambiente Márcio Albieri explica que um destes fatores foi o calor excessivo. “Segundo o relatório, a água está dentro da normalidade. O que causou a morte dos peixes foi um aquecimento, devido à alta temperatura que tem feito nos últimos dias. O lago é represado e não tem grande profundidade, infelizmente houve esse aquecimento, causando a fatalidade”.

O secretário ressalta que também é encontrado muito lixo na beira do lago. “Nossa equipe encontra latas de refrigerantes, cervejas e outros resíduos quando vão fazer a limpeza do lago, isso tem um impacto ambiental muito grande, o que pode causar a morte de peixes também. ”

Segundo divulgado pela secretaria de Meio Ambiente, a temperatura da água é um dos fatores ecológicos mais importantes para os peixes, sendo que a tolerância a temperaturas extremas depende da espécie, do estágio de desenvolvimento e do período de aclimatação a que foram submetidos os organismos.