Menor morta pelo ex foi estuprada sob mira de arma há 10 dias

Foto: Arquivo Pessoal

Luiz Felipe da Silva Alves, 24 anos, suspeito de assassinar a ex-namorada, 17 anos, o pai dela e balear a sogra, teria estuprado a jovem sob a mira de uma arma há 10 dias. A informação consta no registro de boletim de ocorrência e no documento de medida protetiva que a menor tinha contra ele. O caso ocorreu na comunidade Lagoinha de Baixo, em Chapada dos Guimarães.

Amanda Gabrielyy da Silva Belém teve um relacionamento de cerca de 8 meses com o suspeito, em seguida houve um rompimento na relação. No último dia 25 de agosto, Luiz Felipe teria procurado a jovem e a estuprado sob a mira de uma arma.

Os pais de Amanda fizeram a denúncia, o que teria provocado a ira do suspeito. Na noite da quinta-feira (5), invadiu o terreno da família a e matou Amanda, o pai dela, identificado como Jefetter de Jesus Belém. A mãe de Amanda também foi baleada, mas foi socorrida para o hospital de Chapada e, nesta sexta-feira, transferida para o pronto-socorro de Cuiabá.

As informações são de que Luiz usou a mesma arma que rendeu Amanda no estupro, para matar ela e o pai. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Na noite da quinta-feira (5), Luiz Felipe da Silva Alves chegou no terreno da família atirando e executou o pai da jovem, que estava numa moto. Em seguida atirou várias vezes no rosto da ex-namorada e caiu sem vida no chão. A sogra foi baleada e conseguiu ser socorrida.

O suspeito fugiu numa moto.

Folhamax