Lucas do Rio Verde deverá ter mais um Mercado do Produtor

- Publicidade -

Lucas do Rio Verde deve contar em breve com mais um espaço para comercialização de produtos da agricultura familiar. Uma reunião realizada no sábado (25) definiu a localização e os detalhes do projeto.

Participaram do encontro o prefeito Luiz Binotti, o deputado federal Neri Geller, o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Silvano Amaral, o secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Márcio Albieri, o técnico da Empaer, Aldo Almeida, e o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Ademir Furlan.

- Publicidade -

“Vamos buscar a viabilidade da instalação de um novo Mercado do Produtor e também um Centro Regional de Distribuição para atender todos os pequenos produtores rurais da região”, comentou o prefeito.

Conforme o secretário Márcio Albieri, o local vai reunir a produção dos municípios da região e proporcionar uma melhor comercialização dos produtos da agricultura familiar. “Fizemos uma reunião com essas lideranças e definimos que deverá ser construído no Parque das Emas um novo Mercado do Produtor, que, além de atender as nossas famílias agricultoras dando mais uma opção de comercialização, iremos atender também toda população dessa região de bairros próximos. Neste local queremos criar também uma central de recebimento e distribuição, como se fosse um Ceasa Regional para garantir ainda mais a comercialização dos produtos dos nossos agricultores familiares”, explicou.

O secretário destacou ainda que os recursos para construção do novo local deverão ser pleiteados em todas as esferas. “O recurso estimado é de R$ 2 milhões, sendo recursos dos governos Federal, Estadual e Municipal, para contemplar, além do espaço físico, os equipamentos de refrigeração e um caminhão furgão para o transporte dos produtos. A gestão do prefeito Binotti nos incumbiu de cuidar dos pequenos agricultores e nós estamos dando todas as condições para que estas famílias possam ter mais locais de comércio e também mais lucro em suas propriedades para continuar atuando no campo”, finalizou.