Júnior Rocha lamenta empate no último lance do jogo

Foto: Diário de Lucas

O técnico do Luverdense, Júnior Rocha, disse, que não há desculpas para o empate em 2 a 2 , contra o Remo, na última rodada, no estádio Baenão, em Belém do Pará, quando a equipe deixou a vitória escapar no último lance. O treinador acrescentou que o momento não de achar culpados. Júnior já conversou com a equipe, pediu concentração redobrada para seguir na competição e destacou a defesa do time. “Com 2 a 0, nós tivemos a chance de fazer o terceiro. Depois quando estava 2 a 1, tivemos outra chance. No último lance do jogo fomos penalizados com mais um gol de bola parada. Falei para eles, não adianta a gente ficar achando culpados. Nós temos que olhar o jogo, nos estudar, nos corrigir para que isso não aconteça mais. Não é tão simples assim, depois do jogo ali, parecia um velório no nosso vestiário. O pessoal sente mesmo e sentiu mais ainda, porque nós fizemos um grande jogo.

O Remo chegou na nossa área muito mais por bola parada do que nos envolvendo. E, nós sim, com bola trabalhada chegamos várias vezes na frente do gol. Criamos oportunidades, fomos eficientes em duas chances. Como temos uma das melhores defesas, não deveríamos ter tomado dois gols. Mas, a equipe caiu bastante no segundo tempo”, avaliou.

Para o treinador, a logística pode ter influenciado no resultado. “A nossa logística e difícil. E um erro nosso também de comissão técnica, de brigar para ir dois dias antes, a gente foi um dia antes, chegamos duas horas da tarde para almoçar lá. No outro dia, 15h, nós já estávamos dentro do campo. Menos de 24 horas para descansar, sendo que a gente acorda de madrugada para pegar o voo. O Luverdense sempre foi assim, fizemos grandes jogos, dessa mesma logística aqui, mas alguns atletas às vezes demoram mais para se adaptar, então sem desculpas e sim assumir, que nós estávamos com o placar na mão e vacilamos no último lance.

O primeiro gol já foi um erro coletivo, o segundo também, mas faz parte. Assumo toda responsabilidade. O importante é que nosso desempenho está sendo bom. A gente tem criado, tem tomado poucos gols. O grande problema tem sido os jogos no Passo das Emas, que a gente tem empatado muito, se trocasse dois empates por duas vitórias nós teríamos 4 pontos a mais. Não adianta achar desculpas depois do acontecido, então se preparar bem, para o jogo contra o Tombense. Temos que estar com um nível de concentração altíssimo.