Indústrias de Lucas do Rio Verde aumentam 22% vendas no exterior

O município de Lucas do Rio Verde terminou o ano de 2019 com um aumento de 22% no valor de exportações em relação ao ano de 2018. Dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) revelam que os produtores locais venderam U$ 449 milhões no ano passado contra U$ 367 milhões no período anterior. As importações diminuíram 28% e terminaram em U$ 19 milhões. Isso favoreceu a balança comercial dos luverdenses, que terminou 2019 com superávit de U$ 430 milhões ficando U$ 90 milhões acima dos U$ 340 milhões de 2018.

Apesar do aumento no valor de exportações, a participação no bolo estadual caiu de 3,5% para 2,8%, isso porque Mato Grosso aumentou as exportações em proporções maiores do que Lucas do Rio Verde. Ainda assim, o município mantém-se na 11ª colocação do ranking estadual de vendedores para o mercado externo.

Pouco mais de 65% dos produtos exportados pelos produtores de Lucas do Rio Verde são originários da soja, seja em grãos, triturada ou em óleo. O milho, produto de segunda safra, aparece em segundo no ranking, com 27% do mercado e o algodão tem 7,3% da participação.

Os asiáticos são, de longe, os maiores compradores de Lucas do Rio Verde. A China aumentou as compras em 43% e foi a grande responsável pelo crescimento do valor de vendas. Terminou 2019 comprando 39% de toda exportação luverdense. O Vietnã diminuiu as compras em 38%, mas terminou o ano como segundo maior parceiro do município com 9,7% da participação. Ficou à frente da Tailândia, com 6,8%, do Japão, com 6,6% e de Taiwan, com  4,4%.