Diante do cenário de pandemia, se reinventar virou rotina para a sociedade. Para motivar e reerguer famílias de Lucas do Rio Verde, o Centro de Referência da Assistência Social (Cras), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), proporciona nesta semana o curso de lingerie – confecção de peças íntimas.

Umbelina Vieira da Silva, de 59 anos, é costureira. Apesar da profissão, se inscreveu no curso para aperfeiçoar os trabalhos e produzir para a família, economizando na compra. “Costurar calcinhas, cuecas e sutiãs é diferente. Desde os tipos de tecidos e as técnicas para confeccionar peças confortáveis. Por isso que geralmente o valor dessas roupas são altos. Quero aprender para vestir toda minha família”, revela.

A dona de casa Daniela Basilio da Silva Lenz, 40 anos, pretende conhecer o mundo da costura e criar produtos para vender e sair da crise financeira. “Agradeço muito a oportunidade de participar de um curso onde posso aprender algo novo e útil. Me sinto motivada a trabalhar, criar meu próprio negócio. Creio que abrirá portas”, exalta.

O curso será ministrado por instrutores do Senar capacitados a levar todo conhecimento mercadológico e técnico do setor de peças íntimas. As alunas aprenderão desde o processo da costura, operar uma máquina, tipos de tecidos, cortes, além de informação sobre como empreender e se destacar nas vendas.

As inscrições foram de graça e se encerraram um dia após a divulgação (5 de julho), devido o grande interesse do público. As vagas foram limitadas, respeitando as medidas de biossegurança exigidas neste período pandêmico. Todas as participantes e instrutores do curso fazem o uso correto de máscaras, álcool gel e a sala adaptada.

As aulas serão realizadas nos dias 20, 21 e 22 de julho, das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h. Pessoas cadastradas em programas sociais tiveram prioridade de participação. O curso acontece na Casa dos Conselhos.