As obras do residencial Vida Nova 2 estão 80% concluídas, anunciou hoje, a secretária de Assistência Social e presidente do Conselho Municipal de Habitação, Janice Ribeiro. Segundo ela, a previsão é que o conjunto habitacional com 350 unidades deverá ser entregue em outubro.

“Pedimos às pessoas que participam da seleção das casas tenham um pouco mais de paciência, pois as obras estão acontecendo e pretendemos entregar até outubro de forma transparente e com muita responsabilidade, para não cometermos injustiças”, frisou Janice, conforme divulgado pela assessoria de imprensa.

O engenheiro civil, Victor Fidélis Dias, responsável pelas obras, detalhou a execução do empreendimento. “A estrutura das residências foi feita pelo método de alvenaria estrutural, onde as próprias paredes possuem a função de resistir às cargas provenientes das estruturas existentes. O telhado é composto por estrutura metálica. As paredes da residência possuem uma proteção impermeabilizante. O piso da casa foi feito em cerâmica conforme normativa vigente. Todas as casas são equipadas com sistema de aquecimento solar de água, possuindo um reservatório de 200L de água fria e 500L de água quente. A pintura será em tinta texturizada, tanto na parte interna, quanto na externa”.

No começo deste mês, um termo aditivo no valor de aproximadamente R$ 15 milhões aos contratos firmados com a Caixa Econômica Federal foi assinado entre o Governo do Estado e três municípios, entre eles, Lucas do Rio Verde, que recebeu R$ 2,2 milhões. O montante contribuirá para a finalização do processo de obras.

A próxima reunião do Conselho será dia 29 de julho para definir o dia do sorteio das 350 moradias. De acordo com o Departamento de Habitação, o processo de seleção dos contemplados segue as orientações e critérios da Caixa Econômica Federal e do Conselho Municipal de Habitação.

Avaliando a necessidade de mais moradias, futuros projetos seguem em estudos, como os quatro condomínios verticais, com aproximadamente 1.500 apartamentos para Lucas do Rio Verde. O objetivo é firmar parceria com o Estado, por meio do MT PAR, e com a Caixa Econômica Federal para as novas construções.

Diário de Lucas com ASCOM