Com cerca de 600 notificações, Secretaria de Saúde começa nova ação de combate à dengue

A prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, registrou cerca de 600 notificações de dengue apenas nos primeiros três meses de 2020, número que já ultrapassa as notificações do ano de 2019 inteiro.

A Secretaria de Saúde realizou um mutirão em alguns bairros da cidade, o que já levou a uma redução nos números mensais. Na última semana de fevereiro foram registradas 113 notificações, na terceira semana de março, após o mutirão, o número caiu para 85.

As ações de combate ao aedes aegypti em Lucas do Rio Verde têm sido constantes. Mutirões, palestras e agora a Vigilância em Saúde está realizando uma ação junto com as escolas, uma aula sobre dengue.

“Nós traçamos uma estratégia e passamos para os professores para que eles pudessem nos ajudar. Esse trabalho vai ser diferenciado, ao invés de ser um teatro, nós queríamos que fosse realmente uma aula em sala. E não importa qual disciplina o professor leciona, no dia D, a aula será sobre dengue. Essa ação é para que as crianças possam aprender tudo sobre o aedes aegypti, como esse mosquito nasce, procria, tratar da transmissão e a importância do combate e prevenção, tudo para garantir que as crianças tenham essa conscientização desde cedo”, destaca o coordenador da Vigilância Ambiental, Célio Pedroso.

O aedes aegypti é responsável pela transmissão da dengue, zika e chikungunya, doenças perigosas que podem levar a morte. A prevenção contra esse mosquito tem que ser o ano todo, por isso é importante cuidar do seu quintal e ficar de olho no do vizinho.

As denúncias sobre locais que possam conter focos podem ser feitas pela ouvidoria da prefeitura pelo 0800 646 4004 ou pelo aplicativo Lucas Cidadão, onde podem ser inseridas fotos e localização.