O crime foi, na madrugada de sexta para sábado, em uma chácara em Juscimeira (150 km de Cuiabá). O advogado João Anaides Cabral Neto, 50 anos, foi baleado e não resistiu. Em nota, a OAB Mato Grosso informa que ele “foi vítima de latrocínio”, roubo seguido de morte. “A 1ª Subseção da OAB-MT de Rondonópolis, na qual o advogado era inscrito, está acompanhando o caso de perto e em contato com as autoridades responsáveis pelas investigações”.

A versão que a polícia começa a apurar é que criminosos invadiram o rancho onde ele e amigos estavam e o advogado acabou sendo baleado. Outros ranchos, no condomínio, também teriam sido assaltados. O carro de Joãozinho, como era conhecido, foi levado e abandonado pelos ladrões.

A subseção da OAB Rondonópolis manifestou que está em contato com a delegacia regional de Rondonópolis para “imediata apuração de ocorrido”.

A diretoria da Seccional Mato Grosso da OAB “manifesta os mais sinceros pêsames aos familiares, amigos e colegas de trabalho enlutados”.

Ainda não há informação do local de velório. João residia em Rondonópolis.

O deputado estadual Nininho divulgou nota de pesar. “O nosso domingo começou muito triste com a notícia da trágica morte do Dr. Joãozinho, meu afilhado, menino que conheci ainda no ventre da mãe dele, ao meu compadre Egídio não tenho nem palavras, que Deus possa confortar. Minha família transmite sentimentos a todos familiares e amigos”, declarou.