Prefeito refaz projeto que pede autorização para emprestimo

O Município de Lucas do Rio Verde possui um projeto de universalização do esgoto sanitário, orçado em R$ 120 milhões de reais, para que todas as residências tenham esgoto tratado. Conforme o prefeito Luiz Binotti, o poder público buscou de todas as formas captar esse recurso. Como não foi possível, o poder público decidiu formatar o projeto em quatro partes. A primeira etapa contempla, os bairros Parque das Emas, Bandeirantes e loteamento Dalmazo. Só nesses locais o orçamento é de R$ 25 milhões. “Após várias idas e vindas a Brasília, surgiu a possibilidade de realizarmos um financiamento na Caixa Econômica Federal. Nós encaminhamos para a câmara de vereadores uma solicitação de autorização para contrairmos um total de R$ 34 milhões, dos quais 27 seriam para o esgoto sanitário, R$ 2,7 milhões para compra de ônibus escolares e R$ 4 milhões para a construção de uma escola no Parque das Emas. Nós realizamos uma audiência público e várias reuniões com os vereadores de moto que decidimos retirar do projeto original, a construção de uma escola, orçada em R$ 4 milhões e R$ 2,7 milhões dos ônibus. Estamos refazendo o projeto e encaminhado para a aprovação dos vereadores, a solicitação de um empréstimo de R$ 27,3 milhões.

Além disso, daqueles R$ 12 milhões de recursos próprios que nós estamos autorizados pelos vereadores a usar, nós vamos disponibilizar R$ 4 milhões, para construir mais um reservatório de água e os outros R$ 8 milhões deixaremos para o próximo gestor usar da maneira que lhe convir. Isso significa que dos R$ 27,3 milhões que estamos pedindo emprestados, se a gente diminuir os R$ 8 milhões que vamos deixar em caixa, o valor a ser contraído passa a ser de R$ 19,3 milhões que vamos solicitar a aprovação dos nossos vereadores” explicou o prefeito.