Treinador do Luverdense diz que é possível reverter derrota para Cuiabá e avançar no Mato-grossense

O treinador do Luverdense, Eduardo Henrique disse, em entrevista após o jogo contra o Cuiabá, no domingo à noite, que mesmo com a derrota, por 2 a 0, o confronto com o Cuiabá pelas quartas de final do Campeonato Mato-grossense ainda está aberto. O técnico afirmou acreditar ser possível reverter o resultado e conseguir a classificação as semifinais. O jogo de volta será na próxima quarta-feira, às 20h30, na Arena Pantanal.

“Acredito que fizemos uma boa partida, agora é pegar forças e tentar reverter essa vantagem que eles têm lá em Cuiabá. O confronto não está decidido, sabemos que é difícil, já passei isso para os meus jogadores, temos que ter confiança. Os gols que perdemos aqui, temos que aproveitar lá. É difícil, mas gostei da qualidade técnica dos nossos jogadores, vontade que não faltou em nenhum momento, um ou outro lance poderíamos ter um desfecho melhor”, analisou.

“Lógico que não é o resultado que esperávamos, fizemos uma partida para buscar algo melhor, criamos algumas alternativas boas de sair na frente, no primeiro tempo tivemos algumas chances, mas aí não fizemos o gol. No finalzinho, numa bola parada que tanto treinamos, acabamos tomando o gol”, acrescentou o treinador.

Ainda de acordo com Eduardo, não há tempo para lamentações. “Jogamos em cima da equipe do Cuiabá. O goleiro deles está jogando a Série B, bem tranquilo, com calma, mas faltou também caprichar mais na finalização. O resultado no futebol não tem muita justiça. Saímos tristes e agora é tentar corrigir e buscar na capital, sem ficar lamentando, passar confiança aos nossos jogadores e tentar o melhor lá”, pontuou.

Para a próxima partida, o treinador terá desfalque do zagueiro Everton, que foi expulso. “Temos o Gustavo e Albano para substituir, nosso zagueiro expulso estava bem na partida, fez um bom jogo, e agora é tentar corrigir nos dois dias de treino, e na quarta já é o jogo. Ver os que tiverem melhor e buscar essa classificação, não deixo de acreditar e creio que podemos fazer um resultado diferente”, completou.