Em ato histórico, realizado na noite desta segunda-feira (20), em Lucas do Rio Verde, o contrato para a construção da Ferrovia Autorizada de Transporte Olacyr de Moraes (FATO), foi assinado pelo Governo do Estado e Rumo Logística S/A. Serão investidos R$ 11,2 bilhões em 730 quilômetros de malha ferroviária.

Para Miguel Vaz, a partir de agora, Lucas do Rio Verde se prepara para esse novo momento que se apresenta com a chegada da ferrovia. “Como gestor, a minha missão é preparar o município para esses grandes investimentos, para que Lucas do Rio Verde continue crescendo de forma organizada, sem que os luverdenses percam a qualidade de vida. Outra meta é preparar a nossa gente, por meio de investimentos em cursos de qualificação, a vinda das universidades públicas e escolas de ensino técnico, para que todos possam aproveitar as oportunidades e crescer junto com Lucas do Rio Verde”, destacou o prefeito.

Segundo o Governo de Mato Grosso, foram mais de 2.500 traçados estudados e, desses, foi escolhido o mais eficiente, sendo os 730 quilômetros de ferrovias, que serão executadas em dois trechos: de Rondonópolis a Cuiabá, passando por Juscimeira, Campo Verde e Chapada dos Guimarães; e de Rondonópolis a Lucas do Rio Verde, com terminais em Lucas e Nova Mutum, passando por Primavera do Leste, Nova Brasilândia, Planalto da Serra e Santa Rita do Trivelato.

Os prazos do contrato apontam a entrega do primeiro trecho, em Cuiabá, até 2025. Já o segundo trecho, deve chegar em Nova Mutum até 2027 e, em Lucas do Rio Verde até 2028.

João Alberto, da Rumo Logística, afirma que a empresa tem pressa em entregar os dois traçados antes do prazo estipulado no contrato. “Esse é um interesse que converte para todos os atores, seja o poder público, na esfera estadual e municipal aqui da região, e a iniciativa privada. Acho que existe um alinhamento total de interesses, de geração de valor, fazendo com que todos tenham vontade e que isso seja efetivado no menor tempo possível”.

João Alberto destacou ainda a importância da assinatura do contrato. “É um momento histórico na minha visão, para o país, não somente para a Rumo, Estado e Município. Isso é investimento em infraestrutura para um país continental como o nosso, que lidera hoje o trend global de grãos. Isso é super bem-vindo”, disse o CEO da Rumo.

A FATO será a primeira ferrovia estadual no país, com autorização do Governo Federal. Assim que concluída, a produção de todo o estado, especialmente da Região Médio-Norte, poderá seguir pelos vagões dos trens até o Porto de Santos (SP).

“Será impactante na logística, no comércio, indústria e no agronegócio e vai representar muito mais competitividade para a produção e indústrias mato-grossenses. A ferrovia vai permitir que nossos produtos cheguem aos grandes centros com frete mais barato e também garantir a chegada de mais matéria-prima. Essa é a ferrovia do agronegócio, da indústria, do comércio e da geração de empregos em todo o estado de Mato Grosso”, disse o governador Mauro Mendes.

Para a cerimônia de assinatura, estiveram presentes o Prefeito de Lucas do Rio Verde, Miguel Vaz, acompanhado da primeira-dama, Janice Ribeiro, o Governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, primeira-dama, Virgínia Mendes, vice-governador, Otaviano Pivetta, vice-prefeito, Marcio Pandolfi, CEO da Rumo, João Alberto Abreu, além de senadores, deputados federais e estaduais, secretários de Estado e Município, vereadores e prefeitos da região.

Ao término do evento, o CTG Sentinela da Tradição apresentou duas danças em homenagem ao Dia do Gaúcho. A Cerimônia foi transmitida pela página do Governo do Estado e está disponível neste link: https://fb.watch/89EDjfzK76/.

<< Matéria anteriorGuarda Municipal tem novo supervisor a partir desta segunda-feira
Próxima matéria >>Audiência pública discutirá orçamento para 2022