A Prefeitura de Lucas do Rio Verde e o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) lançaram, na manhã desta quinta-feira, o projeto de compostagem ecológica residencial. A solenidade foi realizada no Paço Municipal e contou com a presença de autoridades, servidores e representantes de instituições.
O projeto consiste na disponibilidade de 200 composteiras com o objetivo de reduzir o lixo doméstico, direcionando os descartes orgânicos de forma higiênica e prática, produzindo adubo para os cuidados com plantas, hortas e flores. Além disso, a prática sustentável vem como alternativa para melhorar a separação dos resíduos orgânicos dos recicláveis, diminuindo os impactos causados no meio ambiente. “Este é mais um desafio proposto para que a sociedade se conscientize realmente sobre as questões ambientais, sociais e econômicas. A ação parece pequena, mas tem efeito grandioso, destinando os resíduos de forma correta, aplicando a sustentabilidade no sistema e garantindo, inclusive, melhoria na qualidade de vida dos luverdenses”, destacou o prefeito Miguel Vaz.
A distribuição das composteiras é gratuita e será feita conforme a demanda, sendo que 12 escolas de ensino infantil receberão o material, cerca de 20 unidades vão para a Assistência Social, cinco para associações de moradores e o restante estará disponível para a sociedade, através de um cadastro de interesse.
Famílias luverdenses com, pelo menos dois anos de moradia e que tenham, prioritariamente, criança ou idoso na residência, poderão se inscrever no projeto. As inscrições são feitas por meio de um formulário no site da prefeitura.

<< Matéria anteriorPrefeito Miguel Vaz anuncia a construção de refeitório no CEI Anjo Gabriel
Próxima matéria >>Identificado homem encontrado morto em plantação de soja