Empresa do Rio Grande do Norte vence concessão para gerenciar restaurante do trabalhador em Lucas

Uma empresa do município de Parnamirim, no Rio Grande do Norte, venceu a concorrência pública aberta pela prefeitura de Lucas do Rio Verde para gerenciamento e preparo das refeições diárias do restaurante do trabalhador. O local está fechado desde maio do ano passado.

A empresa potiguar apresentou proposta de R$ 9,50 por refeição, abaixo do teto de R$ 9,82 estipulado no edital. Se o certame for homologado, 30% do valor (R$ 2,85) será pago pelo funcionário. Os outros 70% serão rateados entre as empresas e a prefeitura (R$ 3,32 para cada).

O prazo de concessão será de dois anos, podendo ser prorrogado, a critério da administração. Inaugurado em agosto de 2015, a unidade tem estrutura de 1.429 metros quadrados e está instalada na avenida da Fé, no bairro Tessele Júnior.  A última empresa a gerenciar o restaurante suspendeu as atividades sem aviso prévio à administração municipal, em maio de 2019.

O restaurante tem capacidade para servir 300 refeições a cada 15 minutos, podendo chegar a 1,5 mil pratos por dia. A abertura da unidade está inserida no Plano de Ações e Metas “elaborado com o objetivo de levar à população de Lucas o Rio Verde condições para uma qualidade de vida melhor”.

A prefeitura citou no edital para concessão que “outro objetivo do projeto é de fortalecer a agricultura familiar e os pequenos produtores com aquisição dos produtos da região, melhorando a renda dessas famílias”. A abertura da unidade também é vista como possibilidade para diminuição no “fluxo de veículos motores e bicicletas que realizam travessia na BR 163 em horário de grande circulação de veículos”.