Foto: Ascom Prefeitura/Anderson Lippi

Os compromissos com a educação do município seguem como prioridade da Gestão. Em duas audiências realizadas nesta segunda-feira (30), a primeira em Sinop e outra em Lucas do Rio Verde, autoridades de Mato Grosso apresentaram à sociedade o andamento para a vinda do campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) para Lucas do Rio Verde.

Estavam presentes o prefeito de Lucas do Rio Verde, Miguel Vaz, senadores Wellington Fagundes e Carlos Fávaro, deputado federal Neri Gueller, presidente da Câmara Municipal, Daltro Figur, reitor da UFMT, Evandro Soares da Silva, vice-prefeito Marcio Pandolfi, vice-prefeito de Sorriso, Gérson Bicego, secretária de Educação, Elaine Benetti Lovatel, diretor do IFMT, João Vicente Neto, ex-prefeitos de Lucas do Rio Verde e demais autoridades.

“Começo agradecendo e parabenizando todos os envolvidos no processo de vinda de uma universidade tão importante para a nossa cidade, que vai gerar mais prosperidade e oportunidades para a população. Cabe a nós conduzir esta etapa daqui pra frente, com os demais políticos que venham somar para o acontecimento”, enaltece o prefeito Miguel Vaz.

Protocolada desde 2011, a concretização da instalação de uma universidade federal é esperada por muitos luverdenses. O município possui aproximadamente 10 mil jovens e adultos que concluem o ensino médio e muitos necessitam de uma universidade in loco, por não terem que sair da cidade para dedicar aos estudos.

No período da manhã, em Sinop, o objetivo da reunião foi apresentar a proposta de tornar a UFMT de Sinop um campus independente da capital Cuiabá, tornando-a uma instituição federal do Norte do estado. Com isso, o campus da UFMT de Lucas do Rio Verde ficaria atrelado às dependências da unidade acadêmica sinopense.

Pela tarde, em Lucas do Rio Verde, as autoridades convidaram os representantes da sociedade civil que compõem a comissão reativada em prol da vinda da UFMT, para discutir os futuros trâmites do processo de construção da universidade.

O reitor da UFMT, Evandro Soares da Silva, comentou sobre este momento histórico para a região. “Nesse processo, a população tem feito essa demanda que agora está sendo atendida pelo apoio político à causa. A demanda já está registrada, encaminhada e planejada”, explica o reitor.

O senador Carlos Fávaro revelou a pretensão da vinda da UFMT. “A grande oportunidade é que Lucas tenha uma universidade vocacionada para agroindústria e desenvolvimento econômico”, pontua.

Wellington Fagundes, senador e relator do orçamento da Educação no Senado, segue confiante com o propósito da UFMT em Lucas. “Me comprometo em alocar recursos para a criação do campus da UFMT em Lucas do Rio Verde. Essa união de esforços nos faz ter a certeza que vamos consolidar este sonho”, conclui.

“As autoridades presentes no evento mostrou que a cidade continua reivindicando e desejando que o campus universitário da UFMT venha para a cidade. Não mediremos esforços para que este sonho se torne possível”, destacou a secretária de Educação, Elaine Benetti Lovatel.

A Comissão de Implantação da Universidade Pública foi reativada neste mês de agosto para seguir com os trabalhos.

Por Ascom Prefeitura/Maíra Matos

<< Matéria anteriorDois que planejavam roubos em Lucas são detidos pela PM
Próxima matéria >>Etapa dos Jogos Escolares define representantes do estadual